Clique aqui para conhecer detalhes do Curso de LinkedIn
Clique aqui para conhecer detalhes do Curso de LinkedIn

Coisas que você não deve escrever no seu LinkedIn

Veja alguns exemplos do que você não deve escrever no seu LinkedIn

Veja algumas dicas sobre o que não escrever no LinkedIn

Dicas sobre o que não escrever no LinkedIn

O LinkedIn é atualmente a principal ferramenta de mídia social para a criação de uma rede de contatos funcionais na Internet.

No Brasil já são aproximadamente 20 milhões de usuários e a tendência é que este número continue crescendo, já que cada vez mais profissionais aderem a esta rede para expandir seus contatos.

Por isso, é sempre preciso estar atento ao que se compartilha na rede social, uma vez que você estará conectado com pessoas de todos os tipos.

Se você não quer cometer nenhuma gafe e manter um relacionamento profissional proveitoso com os seus amigos no LinkedIn, confira 12 coisas que você não deve escrever.

Temas fora do foco da rede

A proposta do LinkedIn é divulgar e discutir assuntos profissionais, portanto ao invés de ficar escrevendo sobre a praia que você curtiu ontem, seria bem mais apropriado comentar sobre algum curso que você esteja fazendo. Aproveite o espaço que você tem para atualizar o perfil com conteúdo profissional e não pessoal.

Overselling pessoal

É claro que o Linkedin funciona como uma plataforma de marketing pessoal, mas isso que quer dizer que você pode “se vender demais” nessa rede.

Afirmar que você é exatamente o que falta em uma empresa, ou que você irá fazer toda a diferença do mundo não é um posicionamento profissional adequado. Dizer que você pode ajudar a resolver um determinado problemas e propor novas ideias é uma abordagem bem melhor.

Gírias ou abreviações

O LinkedIn é revestido de uma certa formalidade, portanto não utilize gírias ou abreviações. Não é recomendável que você inclua nos textos de suas atualizações palavras abreviadas, como “vc”, “qq”, etc.

O seu perfil no LinkedIn tem como foco a sua representação profissional, portanto, nada de “Internetes” em seus textos. Isso passa uma impressão de imaturidade que pode arrasar com o seu perfil.

Não faça registros de habilidades óbvias

Tentar “dar volume” e impressionar os visitantes do seu perfil inserindo habilidades óbvias, simplesmente não funciona. Nos dias de hoje, qualquer pessoa com um mínimo de conhecimento de Internet sabe como funcionam o Google e a maioria das redes sociais.

Colocar em seu perfil que você tem vasto conhecimento em pesquisas online e conhece o funcionamento do Facebook. É bem mais produtivo colocar os seus conhecimentos em aplicativos específicos como o Pacote Office ou Photoshop, por exemplo.

Curiosidades e excentricidades

O ditado que diz que “de perto ninguém é normal” se encaixa como uma luva neste item. Não há nada de ruim em ter hábitos e gostos estranhos, mas não seria adequado compartilhar isso em sua rede profissional.

Não se esqueça que recrutadores, diretores e possíveis parceiros comerciais podem olhar o seu perfil e, dependendo do que você escreveu nele, descartar imediatamente um possível contato profissional.

Fuja dos clichês

Fuja dos clichês, pois eles depõem contra o seu perfil profissional no LinkedIn. Nada de dizer que sua principal qualidade é saber trabalhar em grupo, ou que seu defeito é ser perfeccionista. Utilize o seu perfil para mostrar o seu verdadeiro diferencial profissional.

Ao invés de ser clichê, fale sobre os seus cases de sucesso, soluções inovadoras que você já apresentou e todas as boas experiências profissionais em seus antigos empregos.

Criticar os colegas de trabalho

Existem uma série de códigos não escritos, as regras de etiqueta no LinkedIn que não pode ser violados, e falar mal de seus colegas de trabalho é uma delas. Mesmo que você não tenha em sua rede de relacionamentos, colegas de serviço, é bom que você evite falar mal deles em seu perfil.

Colocar a culpa por algum fracasso no chefe, ou dizer que você trabalha com uma pessoa incompetente não é uma boa ideia. Expor este tipo de coisa é um dos maiores erros no LinkedIn que você não pode cometer. Em vez disso, divulgue as suas conquistas e a diferença que você tem feito no seu local de trabalho.

Mentir a experiência

Mentir sobre a sua experiência é certamente um dos principais erros que você pode cometer em seu perfil. Dizer que você trabalhou em uma empresa sendo que, na verdade, você nunca trabalhou lá. Uma vez descoberta a mentira, você estará definitivamente descartado.

Se você tiver trabalhado em uma empresa como um serviço terceirizado, por exemplo, é importante que isso esteja escrito na descrição da vaga para evitar problemas com esta questão.

Sincronizar outras redes sociais com o LinkedIn

de forma alguma sincronize redes sociais como Facebook ou Twitter com o seu perfil no LinkedIn. São mídias diferentes com objetivos diferentes e linguagem diferente. Fazer esse tipo de conexão é um erro fatal, pois pode acabar veiculando uma publicação que nada tem a ver com o seu objetivo no LinkedIn.

Seu marketing pessoal no LinkedIn é uma coisa e o marketing pessoal no Facebook é outra completamente diferente. Não misture os canais

Não fique ausente

Da mesma forma que existem diversas coisas que você deve evitar escrever no LinkedIn, ficar muito tempo sem atualizá-lo ou ter informações incompletas não é bom. Você não precisa descrever todas as suas experiências, mas é importante que haja uma descrição suficiente do que você já enfrentou e quais são as suas capacidades.

Caso você não tenha nada de realmente interessante para falar por causa de pouca experiência, seja honesto e diga que você está procurando por oportunidades para aprender e evoluir profissionalmente.

O LinkedIn é uma ferramenta super poderosa para o seu marketing pessoal, mas existem algumas coisas que você não deve escrever no seu LinkedIn, até mesmo para manter uma coerência com os seus objetivos.

Por Alberto Valle consultor de marketing digital e instrutor do Curso de LinkedIn

Coisas que você não deve escrever no seu LinkedIn
2 Avaliações
2017-04-05T18:51:57+00:00 By |Categories: Carreira & Desenvolvimento|

Leave A Comment